Sistema Agroflorestal com foco em citricultura na Fazenda da Toca

Temos muito orgulho de apresentar mais um projeto transformador desenvolvido na Toca que envolve bem-estar animal, regeneração dos ecossistemas e diversidade de renda na agropecuária. O que vamos contar nesse capítulo é inspirador e você já pode ver de perto e ao vivo em nosso Programa de Visitas. Clique aqui para saber mais!

Começamos a realizar neste ano um Sistema Agrossilvopastoril. Já ouviu falar neste termo? Basicamente, é a integração de pecuária, árvores, agricultura e pastagem. Esse sistema foi implementado pelo nosso parceiro Guaraci Agropastoril em parceria com o Fundo Vale, uma associação sem fins lucrativos que busca conectar instituições e iniciativas em prol do desenvolvimento sustentável.

Aqui na Toca, esse projeto foi desenhado para combinar gado leiteiro, abacate e mel, tudo orgânico. No centro do sistema está a produção de leite em um modelo de pastejo rotacionado com suplementação de silagem no inverno. Nesse design de produção de alimentos, há inúmeros benefícios para a natureza, os animais, o produtor e o consumidor, como você verá a seguir.

O gado desfruta de mais sombra natural e um ambiente fresco com a arborização mais densa, além de ganhar um reforço nutricional por meio da silagem produzida a partir dos grãos. O produtor dispõe de outras fontes de renda, como abacate e mel, produtos de alto valor agregado. O consumidor final consome alimentos orgânicos, naturais e saudáveis. O meio ambiente como um todo se favorece com mais biodiversidade e o estímulo a uma série de serviços ecossistêmicos, como a polinização pelas abelhas e a ciclagem de nutrientes com mais árvores, além do sequestro de carbono.

“Esse trabalho que começamos aqui na Toca tem a vantagem de ser replicável em pequena escala. Um dos nossos objetivos é ajudar a desenvolver sistemas que favoreçam a agricultura familiar e o pequeno produtor”, diz Luis Fernando Laranja, sócio-fundador da Guaraci Agropastoril e grande parceiro nosso.

O Sistema Agrossilvipastoril é apontado pelo Project Drawdown —que reúne alguns dos mais renomados pesquisadores em mudanças climáticas— como uma das 100 soluções mais poderosas para reverter a crise ambiental global que vivemos hoje.

Atualmente, dos 280 milhões de hectares produtivos no Brasil, 170 milhões são ocupados por pastagens, e 40 milhões, por grãos. Ou seja, 210 milhões de hectares, ou 75% das terras, são destinadas à cadeia da agropecuária.

Você já deve ter visto manchetes apontando a pecuária como promotora do desmatamento e das mudanças climáticas. Mas essa prática agrossilvipastoril pode ajudar a moldar uma nova era de regeneração nas áreas dedicadas à criação de gado e suas forragens.

“As pesquisas sugerem que a silvipastagem é bem melhor do que qualquer outra técnica de pastagem. Com árvores espalhadas ou em fileiras, esses sistemas sequestram de 5 a 10 vezes mais carbono que pastos de mesmo tamanho sem árvores. E como o rendimento da criação é maior, é possível restringir a necessidade de mais pastagem, ajudando assim a evitar o desmatamento”, diz um dos trechos do livro Drawdown, que já está disponível em português nas melhores livrarias do país.

 

O design do nosso Sistema Agrossilvipastoril

Nas imagens abaixo, explicamos em mais detalhes o design desse sistema produtivo.

Área de pastagem

Esse croqui representa a nossa nova área de pasto. Os piquetes são intercaladas com renques de árvores plantadas em sentido norte – sul, de forma a projetar sombra para os animais tanto nos horários da manhã como da tarde.

Foram escolhidas três espécies de abacates (Breda, Fortuna e Avocado Hass) de maneira a se obter colheita dos frutos no ano inteiro. E também selecionamos três espécies de eucaliptos para garantir florada permanente, favorecendo a produção de mel, que será feita nas florestas situadas nas bordas do sistema, onde instalaremos caixas de abelhas.

Área de grãos

Esse esquema mostra como foi desenhada a área agrícola. Basicamente, a arquitetura do sistema é a mesma, com a diferença de que, entre os renques de árvores, teremos o cultivo de sorgo consorciado com feijão lab lab, aveia no inverno e milheto na primavera.

Venha nos visitar para contarmos mais sobre esse modelo tão transformador!

Nossas redes
  

Contatos

São Paulo +55 (19) 3199-2500

Rodovia Washington Luís, Km 204, s/n
Zona Rural, Itirapina – SP, 13530-000

Translate »
Compartilhar