Escolha uma Página

De todos os recursos naturais que temos disponíveis no planeta, a água é, sem dúvida, um dos mais importantes. Ela é a responsável por conectar todas as formas de vida. Nosso ar está sempre conduzindo esse elemento que é o principal componente das nossas células e dos nossos órgãos: nosso corpo respira, inspira, expira e transpira moléculas de água. E ela também é o coração da nossa agricultura.

Atualmente, somamos 7 bilhões de pessoas no planeta e temos a previsão de chegar a 9 bilhões até 2050. Nosso estilo de vida, pautado em uma civilização industrial, tem causado enormes impactos ao nosso planeta. As consequências são várias, como a degradação de nossas florestas. Hoje, temos em média 1.3 milhões de km² de Mata Atlântica no mundo, que representa menos de 10% da cobertura original e, consequentemente, gera um enorme impacto em nossos recursos hídricos.

Desta forma, pesquisadores afirmam que a água pura e limpa está cada vez mais escassa. Por essa razão, hoje, no Dia Mundial da Água, te convidamos a refletir sobre práticas sustentáveis para cuidar desse recurso natural tão importante que temos, e para inspirá-lo, vamos compartilhar o que fazemos na Fazenda da Toca para contribuir com a conservação desse recurso.

Você sabia que nascentes podem ressurgir a partir de nossas ações? Uma nascente, também conhecida como olho d’água, nada mais é do que o começo de um curso de água. Ela se forma quando o aquífero atinge a superfície e a água armazenada no subsolo passa a jorrar. Mas para que isso aconteça, precisamos ter abundância de vegetação e um solo vivo! Aqui na Fazenda da Toca nos dedicamos a transformar a paisagem agrícola, com diversidade de plantas, contribuindo para a formação de um solo rico. Fazemos isso a partir dos sistemas agroflorestais, que são sistemas inspirados na lógica da natureza, criando variedade biológica, fertilização do solo, gerando acúmulo de água, contribuindo para a manutenção de todo o ecossistema. Esse é um modelo econômico socialmente justo, ambientalmente sustentável e economicamente viável.

Mas afinal, o que é um sistema inspirado na lógica da natureza?

Quando temos a oportunidade de caminhar pela mata, logo podemos observar sua diversidade e exuberância, ciclos que ocorrem a todo instante, como quando uma grande árvore cai, abrindo espaço para que as sementes germinadas possam crescer e contribuindo para nutrição do solo a partir da decomposição dessa madeira que caiu. Nada se perde, tudo se conecta pelo fluxo da vida! Assim, quando falamos de sistemas agroflorestais, ou SAFs como é chamado, nos referimos à implementação dos princípios ecológicos na produção de alimentos, gerando a integração entre floresta e agricultura. Como estamos falando sobre princípios, os sistemas agroflorestais podem ser implantados em qualquer região e em qualquer tipo de propriedade: pequena, média e de larga escala. Assim, essa prática pode ser usada para recuperar áreas degradadas, restaurar florestas e produzir alimentos.

Mas o que isso tem a ver com a recuperação das nascentes?

A recuperação da estrutura física e biológica do solo permite maior armazenamento de água durante os períodos de estiagem, além de maior infiltração durante as chuvas, possibilitando o abastecimento dos lençóis freáticos e alimentando rios e nascentes. É por isso, que temos o orgulho em dizer que quando plantamos em sistemas agroflorestais, estamos, na verdade, plantando água!

E então, vamos plantar água?

Conteúdos relacionados

Share This