Escolha uma Página

Após passar uma temporada em órbita na nave russa Soyuz TMA-08M olhando o Planeta Terra lá de cima, o astronauta da NASA e ex-SEAL da Marinha Americana, Christopher Cassidy mudou sua percepção com relação ao jeito que cuidamos do mundo.

Em visita à Fazenda da Toca no último sábado (19/11), Chris compartilhou – em um bate-papo descontraído – um pouco sobre sua história de vida, curiosidades sobre suas expedições e, claro, um pouco sobre o que viu de sua janela espacial: “Quando sobrevoávamos algumas partes do Oriente Médio, como a Jordânia e a Síria, podíamos dizer, ‘Isso aí era um grande lago’! De lá, podíamos ver até o contorno de onde existiam essas áreas, mas os níveis de água por lá estavam muito baixos. Em outros locais, também percebíamos uma diminuição desse recurso”, diz.

Daqui de baixo, temos ciência do impacto ambiental que o homem causou em todo o plano. Mas é inegável que, dessa perspectiva única, o susto deve ser bem maior. Por esse e outros motivos, entendemos que ações regenerativas como as da Toca e diversas outras marcas, empresas, pessoas e organizações são vitais para o Planeta Terra.

Chris também compartilhou com a gente algumas curiosidades sobre seu currículo, suas missões como Navy SEAL e como astronauta: em 2009, foi integrante do ônibus espacial Endeavour em uma missão que durou cerca de 16 dias em órbita e, em 2013, voltou ao espaço na nave russa, retornando para a Terra após 5 meses e meio em órbita. Também dedicou 10 anos de sua vida como integrante das forças especiais da Marinha dos EUA, além de ser formado em matemática pela Academia Naval e mestre em engenharia oceânica pelo MIT, uma das instituições mais respeitadas do país.

Foi um prazer enorme receber o Chris por aqui e conversar um pouco sobre temas tão bacanas e ricos para a Toca. As portas da Fazenda sempre estarão abertas. Esperamos que em sua próxima visita ao espaço, possa ver um cenário mais animador e melhor para a humanidade.

Conteúdos relacionados

Share This